Imprimir 

Evento passou anteriormente pelas cidades de Natal, Caicó e Martins
 
 
A Administração Superior do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) concluiu a série de Encontros Regionais 2019 em Mossoró. O evento foi realizado na sede das Promotorias de Justiça nesta quarta-feira (22) e reuniu membros e servidores de diversas comarcas da região. 
 
Para o promotor de Justiça Antônio Cláudio Linhares, o encontro “foi um momento muito importante de comunicação da cúpula da instituição com a gente. Há muita coisa acontecendo que às vezes a gente não tem tempo de acompanhar no dia a dia. É surpreendente a quantidade de projetos que estão sendo desenvolvidos, as inovações tecnológicas sendo trazidas”.
 
O representante ministerial avaliou a gestão dos últimos dois anos de forma positiva, mesmo com complicações orçamentárias. “Conseguimos ultrapassar isso bem, com crescimento e desenvolvimento e a expectativa para os próximos anos é boa”, concluiu. 
 
“Apresentamos uma retrospectiva das principais ações que foram feitas, destacando justamente o enfrentamento dessa crise financeira e fiscal do Estado e de como o MPRN procurou se adequar a esse momento, com revisão de contratos, com melhoria de algumas práticas administrativas, buscando uma maior eficiência e uma melhor resposta à população”, comentou a procuradora-geral de Justiça adjunta, Elaine Cardoso. 
 
A gestora explicou que várias ações foram redimensionadas, “outras foram implantadas, mas principalmente a instituição procurou imprimir uma cultura de reforço no diálogo. É tanto que os Encontros Regionais foram reativados e tem sido uma ótima oportunidade para dialogar com membros e servidores, ouvir também o que vem acontecendo nessas unidades e procurar fazer um aprimoramento desse trabalho”.
 
Elaine Cardoso destacou também, dentro dessa perspectiva do diálogo, o reforço dos mecanismos de comunicação com a sociedade através de ferramentas de redes sociais, abertura de perfil no Instagram e uma maior comunicação do MPRN com a população. “Houve ainda o foco na resolutividade com reforço para o apoio à atividade-fim, a criação do Núcleo de Autocomposição, a reestruturação do Gaeco, a criação do Gaeco do Oeste, dentre tantas outras medidas adotadas”, enfatizou.     
 
O procurador-geral de Justiça, Eudo Leite, falou sobre o futuro. “As perspectivas para o próximo biênio também são muito positivas. Lançamos há poucos dias o e-MP, o novo sistema de virtualização, com a projeção de que até o final do ano seja implantado completamente em todo o MPRN. Assim como ele, há uma série de projetos de modernização na carreira, o teletrabalho, a jornada ininterrupta já discutida nas quatro regiões”, disse.
 
O PGJ também pontuou mais iniciativas que estão para serem executadas, como a implantação dos Laboratórios de Ciências de Dados, de Orçamento e Políticas Públicas e de Inovações. “Queremos investir fortemente em tecnologia da informação, em modernização administrativa e gerencial para que o MPRN tenha cada vez mais resolutividade, mais eficiência, mais foco nas questões socialmente relevantes e preste, portanto, um melhor serviço para a sociedade potiguar”, observou. 
 
“Fiquei bem animada com os resultados que foram demonstrados do último ano e mais animada ainda com os novos projetos apresentados. Acredito que foi um avanço muito grande a questão das novas jornadas de trabalho, principalmente para os servidores que moram em outras cidades. Eu tenho que me deslocar todos os dias uma hora para ir e outra hora para voltar, então é um avanço nesse sentido”, disse a técnica lotada na Promotoria de Justiça da comarca de Caraúbas, Daniele Silveira.