Imprimir 

Recomendação foi expedida após vistoria realizada no local na última quarta-feira

A 41ª Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente, do Patrimônio hHstórico e Paisagístico expediu Recomendação à Fundação José Augusto, responsável pelo funcionamento do local, para fins de restauração e conservação do ponto turístico tombado pelo patrimônio histórico nacional, e hoje o sítio histórico mais importante do Estado.

O prédio da Fortaleza dos Reis Magos e parte de seu acervo encontram-se em estado precário de conservação, com infiltrações, ferrugem, goteiras, entre outros problemas, conforme observado pela vistoria realizada pela Promotoria de Justiça no último dia 6 de março.

Dentre os vários itens presentes na Recomendação, constam: restaurar e conservar os seis canhões existentes no Forte, que atualmente encontram-se em estágio avançado de deterioração; restaurar e conservar as instalações elétrica, hidráulica e sanitária da estrutura da Fortaleza, providenciar um sistema de proteção dos ambientes contra chuvas; etc.

A Fundação José Augusto deverá, no prazo de 30 dias, encaminhar à Promotoria  um relatório das medidas administrativas tomadas para o fiel cumprimento da Recomendação, mediante punição nas esferas cível, administrativa e penal.

 

Clique aqui e confira a Recomendação.